Uma transição delicada

Conheça e compartilhe com os colegas cinco dicas para ajudar na hora de transformar suas aulas presenciais em formato online.

Entre as muitas mudanças que o Corona vírus, a pandemia do século, provocou em nosso cotidiano está a inesperada transição da educação do formato presencial para online. A modalidade teve de ser adotada por várias escolas e universidades em todo o mundo.

De repente ficou claro o que muita gente já sabia: embora seja possível ensinar conteúdos das duas maneiras, elas não são iguais.

A primeira diferença que precisa ser reconhecida para que a transição não seja um desastre é que não basta disponiblizar seu conteúdo em um website ou sala de conferências virtual.

Isso significa que além de encarar as prováveis dificuldades técnicas que vários professores, pouco acostumados com as tecnologias da educação e mesmo com o funcionamento básico de computadores e serviços, eles terão de modificar o roteiro das suas aulas. O objetivo do jogo continua o mesmo, mas as táticas têm de ser alteradas. Mesmo que o time esteja ganhando!

Mas o que fazer quando você tem de mudar totalmente suas táticas no meio do jogo?

Foto: Christina Morillo

Este talvez seja o grande desafio. Quando ensinamos um curso total ou parcialmente online, o planejamento leva em consideração quanto tempo os alunos podem dedicar ao curso, quais habilidades eles têm para cumprir suas tarefas online satisfatoriamente, de que recursos devem dispor e quais ferramentas digitais e (em alguns casos) que aplicativos serão usados.

Em outras palavras, tudo isso já foi considerado e avaliado na própria criação dos cursos. É estressante pensar que de um dia para o outro você vai ter de reescrever seu plano de aulas de uma perspectiva totalmente diferente.

Tudo isso, diga-se de passagem, quando todos nós temos sobre os ombros a pressão de uma pandemia, uma doença sobre a qual até mesmo os especialistas ainda estão incertos.

Portanto, aqui vão cinco passos para você fazer o melhor da situação, sem aumentar ainda mais seu estresse.

  1. Simplifique: Lembre-se que neste momento o mais importante é que seus alunos e você se ajustem às mudanças. Muito provavelmente, se você tem pouca experiência com educação virtual, você vai perder muito tempo aprendendo questões técnicas básicas. Por isso, escolha o que for mais fácil para você e para seus alunos. Guarde as grandes ideias e projetos para um momento mais tranquilo. Em tempos de crise, ninguém precisa de mais complicação.
  2. Crie uma nova rotina: Organize como você ‘entregará o conteúdo do seu curso para uma semana toda e faça o possível para não sair desse roteiro. Por exemplo: grave videoaulas, agende uma conversa com os alunos (se possível em pequenos grupos de discussão sobre o que viram na aula), envie textos em PDF, realize pequenas avaliações por meio de aplicativos gratuitos. Tente manter esta ordem para que os alunos não se sintam perdidos e para te dar um certo controle também.
  3. Exerça paciência e compreensão: Nas circunstâncias atuais, entenda que é impraticável ter os mesmos padrões de exigência. Quem escolhe o EAD o faz conscientemente. Se for docente porque se sente preparada(o) para tal. Se for como estudante, quase sempre porque tem interesse em aprender neste formato e disposição para enfrentar os desafios. Mas especialmente para os alunos mais jovens, estar longe dos colegas tira todo o encanto do aprendizado. Sem contar que muitos não têm ambiente adequado em casa para se dedicar às aulas. Mais do que nunca, ponha em uso sua humanidade. E não se esqueça de manter aberto o canal de comunicação entre seus alunos. Pequenas mensagens de esclarecimento podem ter um impacto positivo enorme e evitar problemas.
  4. Mude seu sistema de avaliação: Se a dinâmica das aulas vai ser diferente, como é possível que o desempenho dos alunos seja avaliado da mesma forma? É fundamental conversar com a direção de sua instituição, se for o caso, para que se estabeleça um sistema de avaliação que reflita o momento de exceção vivido por alunos, professores e sociedade em geral. E, sempre que possível,ofereça feedback: entre outras coisas, os alunos vão se sentir vistos, vão perceber que mesmo à distância seus esforços estão sendo enxergados e reconhecidos.
  5. Permita-se ir além: Por fim, na falta de abraços, de amigos, de vida normal, permita-se pequenas loucuras. Pode ser um dia em que todos os alunos mostrem seu bicho de estimação na discussão online; um projeto que não tenha a ver com sua disciplina (tipo plantar feijãozinho no algodão ou batatas na água para ver como ficam até o fim do semestre); ensaiar uma canção com todo o grupo… Uma forma bem fácil de recuperar um pouco o sentimento de comunidade é encorajar a colaboração entre os colegas. Ao se ajudarem, vão se sentir menos sós.

É também importante lembrar que ao contrário do que andam dizendo por aí, você não tem de se tornar a/o youtuber da vez. Faça o seu melhor mas não se exija demais. Isso ajuda na tranquilidade que seus alunos provavelmente esperam de você e ajuda sobretudo na sua própria saúde física e mental. Cuide-se!

Cursos personalizados: a Claraboia pode desenhar o curso que sua equipe quer e precisa.

Consulte!

Você usa aplicativos para testes e avaliações? Você escreve provas usando o Google Documents? Tem sugestões ou gostaria de obter algumas? Fale com a Claraboia

Quer ideias para usar o Pinterest? Leia ou releia o post Pinterest na aula de história

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close